EM CARTAZ

Como Medida, de Adalgisa Campos

Mostra, com curadoria de Talita Trizoli, que permite ver a cidade a partir de prática de registro da artista. Trata-se de um conjunto de ações de mesura a partir de uma variedade de técnicas e suportes vinculados ao vocabulário formal do desenho, do gráfico, do construto, que seguem desde recintos expositivos até os locais de residência de Adalgisa Campos ao longo dos anos, estendendo-se para objetos, itens estruturais dos espaços e seu próprio corpo. A exposição olha para a cidade de modo simbólico, alterando o enfoque de outras mostras já realizadas na Chácara Lane.

Saiba mais Como Medida, de Adalgisa Campos

INTERSECÇÕES

Com curadoria de Adriana Barbosa, Nabor Jr. e Eleilson Leite, a mostra apresenta um conjunto de movimentos culturais, artistas, processos e encontros que atuam na interseccionalidade histórica e socialmente imposta às populações negra, periférica, indígena e LGBTQIA+ e também revelam como as transversalidades que os unem fomentam a base da cultura na capital, além de fornecer elementos não somente para a celebração coletiva, como para a possibilidade de convivência em uma sociedade onde o racismo, o sexismo e a homofobia são inseparáveis.

Saiba mais INTERSECÇÕES

Revelando Territórios

A mostra é resultado do concurso “Revelando Territórios”, que buscou fomentar a produção de imagens e retratos sociais do período da pandemia de Covid-19. Fotógrafos e documentaristas, tanto amadores como profissionais, registraram o enfrentamento da pandemia, entre 2020 e setembro de 2021, de pessoas em situação de vulnerabilidade, que vivenciam essa realidade paulistana em suas diversas facetas, além de trazer contextos da população LGBTQIA+, dos trabalhadores de entrega por meio de aplicativos, das periferias, entre outros atores sociais.

Saiba mais Revelando Territórios

Exposição “A São Paulo da Marquesa de Santos: cumplicidade de um cenário”, curadoria de Paulo Rezzutti

A exposição apresenta a trajetória histórica da moradora mais famosa do Solar da marquesa de Santos: Domitila de Castro do Canto e Melo (1797-1867). A mostra tece informações biográficas de Domitila, que se misturam com fatos políticos e sociais brasileiros, da Colônia ao Segundo Reinado, e se inserem na cidade de São Paulo.

Saiba mais Exposição “A São Paulo da Marquesa de Santos: cumplicidade de um cenário”, curadoria de Paulo Rezzutti

DA INDEPENDÊNCIA AO GRITO: HISTÓRIA DE UMA CASA DE PAU-A-PIQUE | CASA DO GRITO

A exposição enfoca o resultado de pesquisa arqueológica realizada na década de 1980. O objetivo é valorizar a Casa do Grito como patrimônio histórico, e ao mesmo relatar a história da casa de pau-a-pique erguida na segunda metade do século 19, e que se constitui num dos últimos exemplares desse tipo de construção na cidade…

Saiba mais DA INDEPENDÊNCIA AO GRITO: HISTÓRIA DE UMA CASA DE PAU-A-PIQUE | CASA DO GRITO