Casa do Sertanista

Casa do Sertanista

 

A construção da Casa do Sertanista remonta, de acordo com estudos realizados pelo arquiteto Luis Saia, a meados do século XVII. Sua arquitetura em três lanços, telhado de quatro águas e paredes em taipa de pilão é bastante característica das casas bandeiristas, obedecendo a um esquema fechado e rígido, tanto do ponto de vista da construção quanto no que se refere à definição arquitetônica, plástica e funcional.

Segundo pesquisas sobre a origem desta casa, o Padre Belquior de Pontes teria sido o primeiro morador de que se tem notícia. Sabe-se, entretanto, que no final do século XIX pertenceu à família Beu, sendo posteriormente transferida à família Penteado que acabou por vendê-la à Cia. City de Melhoramentos. Esta, por sua vez, doou o imóvel à municipalidade em 1958 que passou a recuperá-lo em 1966. Em 1970, concluídas as obras de restauração, foi instalado o “Museu do Sertanista”, voltado essencialmente para a cultura indígena.

Até 1987, realizaram-se várias exposições e mostras com o acervo indígena que lá ficava. Neste ano a casa foi fechada por necessidade de obras de conservação, interrompendo-se assim as atividades museológicas até então desenvolvidas.

Em 1989, por meio de um decreto de permissão de uso, esta casa histórica passou a abrigar o Núcleo de Cultura Indígena da União das Nações Indígenas instalando-se então, a Embaixada dos Povos da Floresta. Com a saída do Núcleo de Cultura Indígena em 1993, a casa passou por novas obras de conservação e restauro sendo ocupada pelo Museu do Folclore “Rossini Tavares de Lima” de 2000 até 2007. Esteve em restauro de 2008 a 2012, quando reabriu com a exposição “A Casa das Fontes”, da artista Sandra Cinto.


Saiba Mais

Taipa de Pilão
A taipa de pilão caracterizou todas as construções paulistas dos séculos XVI, XVII, XVIII e primeira metade do XIX, numa persistência cultural decorrente, sobretudo, do isolamento causado pela dificuldade de transposição da Serra do Mar.


 

 

Downloads

Arquivos de arquitetura em dwg

Contato
Praça Dr. Enio Barbato, s/nº – Caxingui
São Paulo/SP – CEP 05517-040
Telefone: +55 11 3726-6348
e-mail: museudacidade@prefeitura.sp.gov.br

Serviços
Visitação
Terça a domingo, das 9h às 17h
Entrada franca
Consulte a programação

Transporte
Linhas de ônibus consultar: www.sptrans.com.br
Linha de Metrô próxima: Amarela – Butantã