Alfred Usteri, a botânica do tempo

“Queremos que falem com os cientistas, que os escutem, porque nós repetimos o que eles vêm dizendo há décadas”

Greta Thunberg 

Por intermédio dos estudos de Alfred Usteri, tem-se o resgate de formas pelas quais a experiência da vida urbana e a preocupação relacionada ao meio ambiente estiveram presentes em São Paulo, no início do século 20. A intenção da mostra é revelar as motivações e as políticas públicas por meio das quais a cidade interagiu com a pesquisa botânica, bem como refletir sobre como foi mapeada a flora paulistana e como surgiram os projetos de jardins e parques na cidade. Nesse exercício está a ação de trazer à tona a cidade antes da metrópole modernista e os primeiros raios de uma nova ciência chamada ecologia – fonte inesgotável de reflexão e de ações voltadas ao meio ambiente que, hoje, é causa planetária.

Alecsandra Matias
Curadora

©Raquel Santos, 2021