A Casa do Tatuapé recebe a exposição INFÂNCIAS EM SÃO PAULO: PEQUENOS TRABALHADORES, com curadoria de Roney Cytrynowicz

O Tatuapé, como o Brás, o Belenzinho e a Mooca, são bairros operários nos quais se desenvolveu a industrialização na cidade de São Paulo. Os edifícios de tijolo aparente e as chaminés das fábricas são marcas perenes na paisagem e na memória de seus habitantes.

A partir de fotografias conhecidas do acervo do Museu da Cidade de São Paulo e de outros arquivos, algumas delas icônicas da história de São Paulo, esta exposição propõe que olhemos as imagens retirando as crianças da situação de invisibilidade em relação à sua participação na história do trabalho e da industrialização da cidade entre o final do século XIX e as primeiras décadas do XX. Entendendo trabalho como uma atividade em troca da sobrevivência e de sustento próprio e da família, uma parcela das crianças trabalhava como operárias em fábricas e circulava pela cidade ganhando seu sustento – mesmo que tenhamos dificuldade em enxergá-las nas fotos.

Em um contexto diferente, o trabalho infantil foi comum entre as famílias imigrantes nas lavouras no interior do estado, mas, neste caso, os pequenos frequentavam a escola, mantendo uma jornada dupla, de trabalho e estudo. Além disso, a exposição mostra meninos pobres trabalhando como engraxates, vendedores de jornal, carregadoras e outros pequenos ofícios urbanos. Engraxates descalços e vendedores de jornal sem frequentar a escola e sem serem alfabetizados. Nestas fotografias, a infância não corresponde às imagens que temos do mundo da escola ou da brincadeira, do descompromisso do tempo e do tempo do crescer rumo à idade adulta.

A partir dos acervos do Museu da Cidade de São Paulo e de outros museus e arquivos públicos e privados, a exposição Infâncias em São Paulo apresenta um percurso por diversos temas e períodos. Infâncias no plural, reconhecendo a diversidade social, econômica e cultural registrada em fotografias dos séculos XIX e XX, brinquedos e outros objetos e documentos, nos quais a infância é, ao mesmo tempo, objeto e sujeito, desde que a infância se definiu como uma idade autônoma em um lento processo que se consolidou no século XIX. As imagens e as representações da infância contribuem para esclarecer e iluminar nossos projetos, sonhos e fracassos como adultos, como cidade e como sociedade.

Roney Cytrynowicz
Curador

Exposição: “Infâncias em São Paulo: Pequenos Trabalhadores”

Curadoria: Roney Cytrynowicz

Casa do Tatuapé/Museu da Cidade de São Paulo

Rua Guabijú, 49, Tatuapé – São Paulo – SP

De 23 de fevereiro a 01 de agosto de 2021

Terça a domingo, em horário reduzido das 11h às 15h.

Serviço educativo disponível

Entrada franca